ACS MT
PM acusado de causar acidente alcoolizado teve a revogação da prisão
O acusado se emocionou com a defesa do Advogado e diz arrependido!
PM acusado de causar acidente alcoolizado teve a revogação da prisão

Ser aprovado no exame psicológico é exigência para se tornar um policial militar. Muitos dos que passam no concurso são considerados aptos e saudáveis, mas a rotina conturbada da profissão, com a vivência da morte e as eventuais perseguições, pode desencadear transtornos mentais, como estresse e depressão. Pesquisas realizadas no mundo inteiro apontam que trabalhar como policial é a profissão mais estressante de todas.

A PM não informa o número de policiais que estão afastados para tratamento psiquiátrico, por conta do sigilo médico e questão de segurança.

Um policial militar que era lotado no 4° Batalhão, que  havia sido excluído da corporação a pouco mais de quatro meses, acusado de ter exigido dinheiro para não o encaminhar um criminoso até a delegacia no ano de 2013, tirou a própria vida no último final de semana.

O que mais se vê quando um policial comete um erro e ser condenado pela opinião pública, até porque as pessoas aprendem quando criança a não gostar de policia, “filho se você não obedecer eu vou chamar a policia pra você”.

Defesa:

Baseado nestas informações, o Advogado Dr. Carlos Odorico Dorileo Rosa Junior, que advoga para  a Associação de Cabos e Soldados e Bombeiros Militares, fez a defesa do policial C.P.O., 28,  acusado de dirigir alcoolizado quando conduzia o seu veículo Ford Focus, vindo a causar acidente no domingo (6).Ele colidiu em uma caminhonete e na motocicleta que estavam as duas jovens, de 18 anos e outra de 20 anos que sofreram ferimentos leves e foram encaminhadas ao pronto socorro da Cuiabá, medicadas e liberadas.

O  PM reconheceu seu erro em conduzir seu veiculo após ingerir  a bebida alcoolica, e sentiu aliviado em conseguir sua liberdade, entendendo que aprendeu uma grande lição na palestra proferida pelo advogado de defesa, que explanou o dia a dia e as perseguições e rejeições que muitas vezes passam um policial.

Nesse sentido em audiéncia de custódio realizada na capital em brilhante decisão o Juiz que presidiu a audiência Dr. Murilo Mouro de Mesquita, concedeu a revogação da prisão encaminhando o militar para tratamento adequado.

Resultado de imagem para carlos dorileo

Da redação Tania Maria.

Fonte: www.cuiabaagora.com.br

HOTEL DE TRANSITO SERÁ INAUGURADO AINDA ESTE ANO

img-20161103-wa0022-1Corre a todo vapor a construção do Hotel de Transito dos Cabos e Soldados de Mato Grosso. Nessa primeira etapa serão inaugurados 8 apartamentos suítes dos 25 previsto no projeto original que prevê ainda refeitório, lavanderia e recepção independente das instalações da sede administrativa.

O hotel de transito é um sonho antigo, principalmente dos sócios do interior  que vêem a Cuiabá e precisam gastar com hospedagem.

Além disso, a atual diretoria pretende fortalecer as parcerias com outras associações do Brasil criando intercâmbios, onde num futuro próximo nossos sócios poderá se hospedar em outras unidades da federação sem custos.

Entenda o que é o Hotel de Trânsito:

O Hotel de Trânsito destina-se a oferecer hospedagem aos Militares Estaduais sócios da ACSPMBMMT e seus familiares, companheiros de outras associações militares mediante aviso prévio à Diretoria.

OBJETIVO:

Propiciar um ambiente que possibilite hospedagem com conforto aos associados da ACSMT e seus dependentes legais, seja em qualquer tipo de problema: saúde, judicial, passeio, dentre outros.

FUNCIONAMENTO:

O Hotel funcionará todos os dias e horários ininterruptos para atender aos nossos associados.

LOCALIZAÇÃO:

Av. Av. CPA, 5000, bairro Centro América – Cuiabá/MT, nos fundos da Sede Administrativa da ACSPMBMMT.img-20161103-wa0028-2

Associação de Cabos e Soldados defende policial preso final de semana

PM foi acusado de porte ilegal de arma e tentativa de homicidio.

policiais-azulaoRudolf Leventi Alves, que se apresentou como policial militar, durante uma discussão de trânsito, foi detido as 03h00 da madrugada deste sábado(30) no bairro CPA IV, em Cuiabá. Ele foi acusado pelo  crime de tentativa de homicídio e porte ilegal de arma.

As acusações constava que ele supostamente teria atirado contra três homens após um desentendimento no trânsito ocorrida no bairro Três Barras.

Após confecção do auto de prisão em flagrante, o policial militar foi submetido a audiência e custódia no forum da capital, sendo representado pelo advogado da Associação de Cabos e Soldados.

Desse modo a assessoria juridica da Associação de Cabos e Soldados, na pessoa do Advogado Dr. Carlos Odorico Dorileo Rosa Junior, fez a  defesa relatando a versão do associado que contrariou as acusações imposta no boletim de ocorrência.

Com os fatos relatadados e com  alegações do Ministério Público pedindo a manutenção da prisão, o Advogado realizou a defesa, detalhando o acontecido juntamente com os requisitos pessoais e processuais para que o policial fosse liberado e respondesse o processo em  liberdade. Na defesa o Dr. Carlos Dorileo, que  salientou os  acontecimentos ocorridos com Major Leal e outros policiais que foram vitimas de violência durante a semana.

Com a defesa e alegações, o digno magistrado que presidiu a audiência de custódia concedeu alvará de soltura ao policial de conformidade com o pedido do Advogado.

Após a justa decisão do magistrado, o policial militar fez questão de agradecer aos integrantes da associação de cabos e soldados, que sempre dá o suporte necessário para seus associados,fazendo-os se sentir seguros e tendo seus direitos respeitados,principalmente em casos de urgencia e emergencia.

A  soltura do policial, foi devido a rapida e brilhante atuação da Assessoria Juridica, da Associação de Cabos e Soldados e Bombeiros Militares da PMMT, que tem sido atuante em defesa da classe.

odorico

Da redação Tania Maria

Fonte: http://www.cuiabaagora.com.br

INFORMAÇÕES SOBRE PROCESSO SELETIVO PARA 3° SGT POR MERITO INTELECTUAL DA PMMT

TJ reafirma direito dos associados da ACS de receberem valores da URVA Associação de Cabos e Soldados em busca de soluções para realização do processo seletivo interno de 3° SGT por mérito intelectual protocolou em 29 de janeiro de 2016 (protocolo nº 42490/2016) oficio informando o Comandante Geral da PMMT que o Deputado Estadual Peri Taborelli disponibilizou uma emenda impositiva que cobria gastos de tal evento. Neste mesmo oficio solicitamos do comando a possibilidade de se prever as vagas dos anos anteriores.

Já no dia 20 de setembro de 2016, após todos os tramites administrativos realizados, o Comandante Geral da PMMT enviou oficio 996/2016 à SESP informando que todo o processo estava pronto, inclusive, com a previsão dos recursos da emenda do Dep. Taboreli e prevendo 160 vagas (referente  a vagas de 2014, 2015, 2016 e 2017), faltando apenas à assinatura do termo de convenio entre as partes.

Para nossa surpresa, desde então o processo parou e nas buscas por informações concretas descobrimos que o Convenio não foi celebrado porque as emendas disponibilizadas pelo Dep. Taboreli eram para adquirir equipamentos para a Banda de Musica da PMMT e para o Concurso Interno. Acontece que na hora da compra dos equipamentos da banda todo o recurso foi utilizado não sobrando para a efetivação do concurso.

A ACSPMBM-MT, através de sua diretoria e do vereador eleito por Cuiabá, Sargento Joelson, fez contatos com o presidente da Assembléia Legislativa Deputado Guilherme Maluf para encontrar uma solução para o impasse, o mesmo se solidarizou e se comprometeu em resolver a situação, pediu apenas para aguardarmos a próxima semana para que a resolução não sofra interferência do processo eleitoral da Capital.

A diretoria da ACSPMBM/MT reforça o compromisso de bem representar o Cabo e o Soldado da Policia e do Bombeiro Militar do estado de mato Grosso e não medirá esforços para tornar realidade este concurso.

Associação convoca policiais e bombeiros militares para concorrerem às Eleições para Diretoria Executiva e Conselho Fiscal

O Presidente da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar Bombeiros Militar – ACSPM/BM-MT, no uso de suas atribuições legais declara aberto período de inscrições para as chapas concorrerem às Eleições para Diretoria Executiva e Conselho Fiscal da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar – ACSPM/BM-MT. Pelo estabelecido no estatuto, as chapas deverão ter candidatos para:

Dos cargos a serem disputados na Eleição

  1. DIRETORIA EXECUTIVA compor-se-á de seis membros:

1.1 Presidência;

1.2 Vice Presidência;

1.3 Diretor Secretário Geral;

1.4 Vice Diretor Secretário Geral;

1.5 Diretoria de Finanças;

1.6 Vice- Diretoria de Finanças.

  1. DO CONSELHO FISCAL compor-se-á de três membros:

2.1 Um Presidente;

2.2 Dois membros efetivos.

 Do período de inscrição

3.1 O período de inscrição para as chapas será de 14 (quatorze) de Outubro á 24 (vinte e quatro) de Outubro de 2016.

3.2 A solicitação de inscrição deverá ser feita, obrigatoriamente, das 8:00hs do dia 14 (quatorze) de Outubro de 2016 até às 17:30hs do dia 24 (vinte e quatro) de Outubro de 2016, exclusivamente na sede da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiro Militar – ACSPM/BM-MT, localizada na Av. Hist. Rubens de Mendonça, 5.000 Centro América – Cuiabá – MT, de segunda a sexta-feira, no período matutino das 8:00hs às 11:30hs e no período vespertino das 13:30hs às 17:30hs.

Maiores informações entrar em contato com a entidade conforme abaixo:

Telefones para contato: 3642-1810

 

Baixar o Edital:

Download

Normas click aqui

Deputados aprovam lei e 246 militares serão efetivados no Estado

Foi aprovada em sessão extraordinária nesta quarta-feira (31), a Mensagem 49/2016, do Poder Executivo, que amplia o limite de idade de 25 para 35 anos aos militares aprovados no concurso público de 2014, realizado antes da sanção da Lei 555/2014. O Projeto de Lei Complementar 30/2016 – conforme estabelece seu registro no Poder Legislativo- beneficia 246 militares que foram aprovados, mas que estavam impedidos de assumir o cargopor terem mais que 25 anos.

A mensagem foi encaminhada com pedido de urgência e por isso foi lida em sessão ordinária matutina, aprovada na segunda sessão ordinária do dia e aprovada nas duas sessões extraordinárias seguintes. Durante todo o dia, aprovados para o Corpo de Bombeiros e Polícia Militar  em 2014 estiveram na Assembleia para acompanhar a votação da mensagem que retroage a alteração do estatuto dos militares para contemplar os aprovados em concurso.

O aluno-soldado Thiago de Souza Nogueira, 29, ingressou  na academia militar por meio de liminar concedida pela Justiça, situação que atinge 80 dos 246 aprovados com idade superior a 25 anos. “A própria Justiça já entende que o limite imposto em edital não pode ser considerado, visto que houve alteração no Estatuto do Militar, mesmo que depois do concurso. Com esta aprovação vamos, além de garantir o ingresso de 246 novos militares, desafogar a Procuradoria do Estado”.

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) agradeceu a colaboração dos demais deputados em concordar com as sessões extraordinárias e pela aprovação da mensagem. “Amanhã mesmo vou encaminhar ao governador para que ele sancione e publique em Diário Oficial”. Ao final, os militares presentes aplaudiram os parlamentares.

Outras pautas

Foi aprovada em 2ª votação e encaminhada para redação final a criação do Hospital Regional de Alta Floresta. O tema levantou polêmica porque o deputado Wagner Ramos reclamou do “excesso de hospitais públicos na região norte, em detrimento das demais regiões. “Não podemos aceitar que haja hospitais em Sorriso, Sinop, Alta Floresta e Colíder, que estão a 100 quilômetros de distância um do outro, e não ter um hospital em mil quilômetros entre Jangada e Colniza. Mesmo assim, voto a favor da criação do Hospital de Alta Floresta, mas não vou descansar até que Tangará da Serra receba uma unidade”.

O deputado estadual Romoaldo Júnior  reafirmou o posicionamento de Wagner Ramos, mas destacou que o Hospital de Alta Floresta já atua como uma unidade regional e em 2015 realizou mais de 200 mil atendimentos, sendo 14 mil internações. “É muito importante a implantação deste hospital. Agora lutamos pela implantação das UTIs”.

Outra pauta aprovada em segunda votação nesta quarta-feira (31) foi a instituição do Diário Oficial eletrônico da Assembleia Legislativa. A pauta agora segue para redação final.

ACS homenageia todos os soldados brasileiros

O Dia do Soldado é comemorado anualmente em 25 de agosto no Brasil.

Esta data celebra a atividade exercida pelos soldados do Exército Brasileiro, que trabalham e lutam pela proteção da Nação.

No Brasil, o serviço militar é obrigatório desde 1908. Todo homem com 18 anos de idade deve se alistar no Exército Brasileiro, na Marinha ou Aeronáutica, que pertencem ao Ministério de Defesa do Brasil.

A ACS parabeniza a todos os soldados brasileiros.

“Com bravura e coragem defende a nossa Nação. Com amor e atenção, tenho-o guardado em meu coração! Parabéns pelo seu dia, soldado!”

“Aos que arriscam a vida para proteger a vida dos milhões de brasileiros e das ricas terras de nosso país, meus parabéns por vosso dia!”

“A tua força, determinação e perspicácia! Qualidades ímpares para a construção de um bom soldado, que deseja apenas proteger os seus conterrâneos e ajudar a construir um mundo de paz! Feliz Dia do Soldado!”

Nota de falecimento

Manifestamos nossas condolências à família do jovem André Emanuel Mendonça do Nascimento, 22 anos, aluno soldado PM da Escola Superior de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (Esfap), que faleceu em decorrência de um trágico acidente automobilístico na região do Rodoanel, na Capital, na manhã deste sábado (13).

O soldado estava se deslocando de sua residência, localizado no bairro Tarumã, para o quartel. O veículo que conduzia saiu da pista, e posteriormente houve um capotamento.

Nascimento foi resgatado ainda com vida, mas não resistiu a uma parada cardíaca.

Ele fazia parte do 14º pelotão. Cuiabá seria o polo de trabalho do soldado.

A Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Bombeiros Militar do Estado de Mato Grosso (ACSPMBM/MT) lamenta esta grande perca para a corporação da PM.

Banda da PM é Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial de Mato Grosso

O Governo do Estado sancionou a lei n° 10.414/2016, de autoria do deputado estadual Guilherme Maluf, que declara a Banda de Música da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do Estado.

A ACSPMBM/MT também parabeniza a todos os integrantes da Banda da PM e a toda a corporação da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso.

Veja a justificativa do parlamentar, na íntegra:

A Banda de Música da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso com mais de um século de existência, foi criada em 19 de Outubro de 1892, através do Artigo 5° da Lei n° 09, teve seu inicio histórico contando com 16 (dezesseis) Praças, com uma gratificação de trezentos réis diários, ato este assinado pelo Dr. Manoel Murtinho – Presidente do Estado de Mato Grosso.

No seu passado marcante, tinha como função a missão de levar entretenimento às praças aquarteladas. Ao longo dos anos deixa de entreter apenas a tropa, para integrar-se a comunidade mato-grossense.

Devido a grande demanda de serviços destinados a Banda de Música, viu-se a necessidade da criação de um Corpo Musical, ato este que se consolidou, na atual gestão do Excelentíssimo Senhor Governador do Estado Blairo Borges Maggi, que através da Lei Complementar n° 271 de 11 de Junho de 2.007, e aprovada pela Assembleia Legislativa.

Assim, criou-se o Corpo Musical da Polícia Militar. Atualmente o efetivo do Corpo Musical é de sessenta e cinco Policiais Militares Músicos. No dia 19 de outubro de 2.015, a Banda de Música da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso comemora 123 anos de criação.

Sem dúvida um momento apropriado para adicionar essa instituição artística no rol do Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do Estado de Mato Grosso.

Conforme o exposto, entendemos como de fundamental importância, a adição da Banda de Música da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso no Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do Estado de Mato Grosso. Assim, submeto aos nobres pares a presente proposta a qual solicito o devido apoio para sua analise e aprovação.

Guilherme Maluf

ACS trabalha em prol da realização do concurso interno para Sargentos

A atual gestão da Associação de Cabos e Soldados da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar (ACSPMBM/MT) continua articulando a realização do processo seletivo para preenchimento de vagas no quadro de terceiro sargento na corporação da Polícia Militar do Estado de Mato Grosso.

A realização do certame está previsto no Decreto nº 2.266 de 10 de abril de 2014, bem como na Lei Complementar nº 529 de 31 de março de 2014. A legislação estadual prevê preenchimento de 40 vagas anuais, mediante promoção por mérito intelectual.

Mesmo com a legislação vigente desde 2014 não há previsão orçamentária para a contração de empresa especializada para a realização do concurso.

Diante disso, o presidente da ACS, Adão Martins da Silva, solicitou ao deputado estadual Pery Taboreli emenda para custear o processo seletivo.

Ainda em janeiro desde ano, o parlamentar sinalizou positivamente sobre a demanda, assegurando mais de R$ 250 mil para o processo seletivo.

Com mais de 3.5 mil Cabos e Soldados, a realização do certame está alinhado com as metas institucionais da Polícia Militar, que visa o aperfeiçoamento do policial na carreira. A PM já está com déficit de 120 sargentos, que deveriam ser oriundos do concurso interno.

A demanda, que é uma das lutas da Associação, já conta com o apoio do comandante da PM, Cel PM Gley Alves de Almeida Castro, que, inclusive, já solicitou medidas junto à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).

Na última quinta-feira (21), o Comando-Geral da PM enviou uma solicitação para a Sesp, requerendo a contratação da empresa. O orçamento prevê a realização de uma prova em Cuiabá, e outra por polos.

O vice-presidente licenciado da ACS, Sargento Joelson Fernandes, destaca que a entidade age firmemente na defesa dos direitos de seus associados.